Posso misturar leite materno com diferentes temperaturas?

A ABM (2017), CDC (2021), a SPN (2016) e DGS, defendem que o leite materno (LM) fresco (recentemente extraído) não deve ser misturado com LM guardado no frigorífico ou congelado previamente.

🦠 A justificação: evitar variações de temperatura do leite já refrigerado/congelado e assim alterar as suas propriedades.

↪️  Aconselham então:

❄️ Refrigerar primeiro o LM extraído recentemente

🥛 Depois de refrigerado, pode adicionar-se a LM previamente extraído (portanto, quando estiverem aproximadamente à mesma temperatura);

 

❄️❄️ Se o objetivo for congelar, esse procedimento deve ser efetuado até 48h após a extração.

🥛  A SPN acrescenta que, as misturas, se necessárias, devem ser feitas pouco antes da toma.

↪️  Já a AAP (2021) defende que se pode misturar LM fresco (e portanto a cerca de 36-37º) com LM frio.

⚠️  Dado que ainda é apenas uma entidade a defender a mistura de LM a diferentes temperaturas, considero ser mais seguro continuar a misturar LM’s à mesma temperatura.

E isto será tão mais importante, quanto mais “novo” o bebé (ex. recém-nascido, prematuros, etc…) ou se tiver alguma condição especial (ex. internamento).

Obviamente cada família fará o que achar melhor. Ex. Entre misturar LM a diferentes temperaturas ou deitar esse leite fora por essa mesma razão… Eu não desperdiçaria esse ouro líquido 😉

 

Autora:

Enfermeira Filipa Freitas, Saúde Infantil e Pediatria

EnglishPortugueseSpanish